Finanças e Saúde Mental

 

Problemas com a saúde da mente são frequentes. Infelizmente, porém, se sua saúde psíquica e afetiva não estiverem em boas condições, suas finanças pessoais podem vir a sofrer consequências ruins em razão disso. E para muitas pessoas, essa relação pode passar despercebida.

 


Problemas tais como depressão, a ansiedade generalizada, as fobias, as compulsões, o transtorno bipolar, dentre outras condições do
território da psiquiatria podem afetar sua vida financeira de diversas formas:

Diminuição da produtividade e da renda
Tomada de decisões financeiras precipitadas e equivocadas
Dificuldade em elaborar orçamentos
Perda de controle com os gastos
Dificuldade em cumprir metas orçamentárias
Endividamento frequente
Gastos excessivos
Gastos desnecessários
Vulnerabilidade à exploração financeira
Ansiedade crescente diante do endividamento
Conflitos familiares
Insegurança e medo diante das responsabilidades financeiras
Sentimentos de rancor diante de pessoas financeiramente bem sucedidas

Importante lembrar que o que acontece com suas finanças pessoais é, na realidade, a exteriorização do que você pensa e sente em relação ao dinheiro. Muitas vezes a culpa é sempre lançada sobre o governo, sobre os impostos, sobre a crise financeira, quando as dificuldades internas (psíquicas e afetivas) é que podem estar sendo a verdadeira causa de uma situação financeira desestabilizada.

Sentir-se frustrado o aborrecido consigo próprio porque suas finanças não estão indo bem já faz tempo pode vir a agravar ainda mais as coisas. E o que pode ser ainda pior, externalizar a frustração sobre outras pessoas: clientes, fornecedores, vendedores e até sobre a própria família. Mas o problema pode estar em sua própria mente e em seus sentimentos.

 

Dr Eduardo Adnet

Médico Psiquiatra

 

 

 

 

© 2012 Eduardo Adnet. Todos os Direitos Reservados

Topo da Página

As informações contidas neste website são de caráter informativo e de modo algum podem substituir as consultas médicas.